Contato via correio eletrônico
Este Ano O Espetáculo Cenário Histórico Elenco Como chegar Blog Fotos Vídeos Contato

Adaptado Jornal Tribuna do Cricaré

 

2011 - Público elogia trabalho do Renascer, em seus 20 anos  

Há 20 anos, reviver a história de Jesus Cristo todos os anos, na Sexta-Feira Santa, tem sido a missão do Grupo Teatral Renascer. Este ano, mais uma vez, os 350 componentes entre atores, figurantes, equipe técnica e auxiliares – mostraram garra determinação e, principalmente, muita emoção. Foram mais de dois meses de ensaios, onde todos se entregaram de corpo e alma na busca de uma apresentação perfeita. Mas, além dos ensaios, era preciso cuidar também do cenário e foi aí que entrou a turma do mutirão mais uma vez, formada por componentes do Renascer, que também doaram tempo aos domingos, preparando o cenário para o grande espetáculo.

Depois de tudo pronto, veio o grande momento: a apresentação da Paixão de Cristo. Antes da encenação, todos se reuniram nos bastidores para os últimos informes. Valdir Santiago e Waleria Stevam transmitem as últimas instruções e motivam os componentes. O pároco de Jaguaré, padre Fabiano Marchezini também motiva os atores e, em seguida, todos rezam a Oração do Pai Nosso. A ansiedade diminui: o espetáculo vai começar.

Bem antes do espetáculo, por volta das 17 horas, a dupla de irmãos Geruza e Adalto Togneri cantaram músicas religiosas para o público que ia chegando. Em seguida, o casal Gilson Péterle e Marlene Morelo transmitiram ao público, um pouco da história do Renascer e agradeceram aos patrocinadores. Depois, foi a vez do padre Fabiano Marchezini transmitir uma mensagem de fé ao público presente.

O pároco de Jaguaré, padre Fabiano Marchezini, destacou o trabalho do Grupo Teatral Renascer. “A encenação da Paixão de Cristo explicita para nós, a memória da paixão de morte do Senhor. É o reavivamento da fé do nosso povo que acredita na promessa salvadora desde o Antigo Testamento. É nessa promessa que nós focalizamos a nossa profissão de fé. Acreditamos no filho de Deus, nele cremos; cremos na força da palavra do evangelho, como ele mesmo diz que ele é a luz, a verdade e a vida; água viva, que é oferecida a humanidade. É esta água que nós queremos oferecer a humanidade para que ela seja transformada, segundo o projeto de Deus, na realidade plena, aonde a humanidade se plenifique cada vez mais, na divindade que Deus oferece a nós através da doação do seu filho, do seu gesto de doar-se pela obediência até a morte de cruz e a salvação de toda a humanidade. Ele disse que a cena que mais marcou, na sua opinião, foi a ressurreição. “A ressurreição é a cena que mais marca a vida de quem professa a fé, pois nós não adoramos um Cristo morto, mas temos a certeza de que a ressurreição, vinda em plenitude superou toda a situação que a morte tentava oferecer.

O prefeito Sávio Martins também assistiu ao espetáculo, acompanhado da família. Ele elogiou bastante o trabalho desenvolvido pelo Grupo Teatral Renascer. “"O Renascer desenvolve um trabalho maravilhoso, através da encenação da Paixão de Cristo, fazendo muitas pessoas chorarem em vários momentos. Realmente foi um espetáculo e que isso sirva para que nós seres humanos reflitamos sobre a nossa vida de cada dia, para que nós busquemos a salvação lutando pela paz dos homens aqui na terra, pregando o amor, pois só o amor pode nos salvar. Jesus doou a sua vida por nós, da mesma forma que cada um de nós deve se doar pelos nossos irmãos."

Sávio também parabenizou o Grupo Teatral Renascer pelos 20 anos. "O Renascer vem realizando um belo trabalho ao longo de 20 anos, merecendo os nossos parabéns e nós temos que continuar apoiando este trabalho, possibilitando que muitas outras pessoas possam vir ver este espetáculo tão maravilhoso e exemplar para todos nós."
 
 

 

2011 - Paixão de Cristo Emociona com mensagem evangelizadora  

Novas cenas, muita dedicação e garra dos componentes do Grupo Teatral Renascer, na encenação da Paixão de Cristo na Comunidade São Roque, em Jaguaré, emocionou o público presente, deixando os integrantes do grupo satisfeitos, com a sensação do dever cumprido. A emoção tomou conta do elenco ao final da encenação da Vida, Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.


Mesmo com as chuvas que caíram no Município de Jaguaré durante a semana passada, dificultando a montagem do cenário e o acesso do público ao local da encenação, os atores consideram que o número de espectadores foi bom e que a encenação foi muito positiva, emocionante, cumprindo com o objetivo principal de levar a palavra de Deus aos espectadores. Durante a encenação da Sexta-Feira Santa, na Comunidade São Roque, não choveu.


O intérprete de Pilatos, Valdir Santiago, destacou a transmissão da mensagem de fé, com emoção e carinho. “Apesar dos contratempos causados pelas chuvas, a gente conseguiu se superar e passar mensagem do evangelho. O grupo, como sempre muito unido, fez uma bela apresentação para esse público maravilhoso, que compareceu mais uma vez para prestigiar.


Welington Moro, o Caifás da peça, enalteceu o empenho do grupo e a presença do público. Queríamos bater o recorde de público, mas a chuva dificultou a vinda de muitas pessoas. Mesmo assim o público veio em bom número e assistiu a uma peça encenada com muito empenho.


A atriz Waléria Estevam Alencar, que faz o papel de Maria, falou da emoção de interpretar a mãe de Jesus Cristo. A gente se coloca muito no lugar da mulher mãe, das dores e da felicidade, porque Maria vive entre as dores e a felicidade. A felicidade de ter um filho escolhido e as dores de perder este filho escolhido. E quantas mães passam por isso, por esse tipo de sofrimento. Então, é muito emocionante fazer o papel de Maria”. Ela também destacou a participação da juventude. Este ano tivemos uma ajuda importantíssima da juventude, jovens que encenaram com muita responsabilidade, dedicação e qualidade, mostrando muito interesse não só pela encenação, mas pelo projeto que o espetáculo representa.


O ator principal da peça, Fabrício Pariz Paz, fez a sua nona encenação no papel de Jesus Cristo e, segundo ele, a última. Estamos falando em renovação, então para o próximo ano queremos dar oportunidade para outros atores, mas eu continuarei contribuindo em outras funções”. Quanto a fazer o papel de Jesus Cristo, Fabrício disse que é muito emocionante. É uma emoção muito grande, é marcante e ao mesmo tempo é uma responsabilidade muito grande também, é muito cansativo, principalmente na última semana, com ensaios, mas é gratificante, pois estamos representando Jesus Cristo.


AVALIAÇÃO DOS DIRETORES :


Os diretores também ficaram satisfeitos com o espetáculo.


Jader Sossai de Lima - Destacou a chegada de novos atores. “"As pessoas que chegaram deram sangue novo, trazendo ainda mais garra e com isso o grupo tomou um novo fôlego. Os trabalhos foram tranquilos e a apresentação também, passou tranquilidade. Na minha opinião a apresentação foi muito boa. Foi o ano que a gente menos teve problemas com falhas, sempre temos falhas, mas este ano foi bem mais tranquilo. Gostei muito da apresentação."


Atevaldo Inácio Gabriel, o Zico, que também faz o papel de figurante -  "O que marcou mais uma vez a encenação foi a fidelidade do público e o comprometimento dos atores. O público se manteve fiel, compareceu, apesar da previsão de chuva na região. Já os atores mantiveram a qualidade e o comprometimento de fazer as cenas, de estarem no lugar certo, no momento certo, então o espetáculo na minha avaliação continua de alto nível e surpreendendo aos milhares de espectadores que compareceram.


Valmir Morelo - Diretor Presidente - Destacou a dedicação de todos os componentes do grupo. “"O espetáculo foi maravilhoso, graças a dedicação de todos os componentes, todos mesmo. Com isso, a mensagem de evangelização foi transmitida da melhor maneira possível. Estão de parabéns todos os componentes do Grupo Teatral Renascer e também o público que compareceu e prestigiou mais uma vez."

 
 

FOTO: Ítalo Spagnol/TEXTO: Adaptado Jornal Tribuna do Cricaré

 

DESTAQUE-2010: Renascer voltou a emocionar encenando a vida de Jesus  

O público manteve-se fiel sob a chuva fina e emocionou-se com cada passagem da paixão

Apesar da fina chuva que banhou quase todo o espetáculo da Paixão de Cristo, o público permaneceu fiel e aplaudiu de pé o trabalho do Grupo Teatral Renascer. Composto por pessoas de diferentes localidades, o público ficou emocionado com a mensagem transmitida através das cenas do auto da Paixao. A apresentação envolveu aproximadamente 350 componentes entre atores, figurantes, diretores, assitentes técnicos, maquiadores e equipe de apoio.
Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jaguaré, Angelina Pansini Caliman, a encenação foi excelente. "É o acontecimento de Jaguaré. É uma encenação que não pode passar. Eu sempre assisti e vou continuar assistindo e espero que esse espetáculo repita-se por muitas e muitas vezes. O trabalho do Renascer é maravilhoso. São pessoas dedicadas, pessoas que se entregam totalmente para esse trabalho. Então eles fazem com a alma, com muita dedicação. A cena que mais me emocionou foi a ressurreição, pois a gente percebe que, depois de todo sofrimento, vem a vitória da vida sobre a morte" - comentou.

Expectador de cidade vizinha revela emoção


O cabelereiro João Evangelista, que é morador de Nova Venécia, disse que ficou emocionado: "O espetáculo foi emocionante, realmente a gente participando de um evento como esse, consegue reviver toda a trajetória evangélica de Jesus. O elenco está de parabéns. A cena que mais me emocionou foi a ressurreição, pois mostra a vitória de Jesus e consequentemente de todos nós".

DEDICAÇÃO

Os diretores Atevaldo Inácio Gabriel (Zico), Rosicléia de Fátima Pessim e Jader Sossai de Lima destacaram o empenho e a dedicação de todos os atores. "O espetáculo foi muito bom, tudo que programamos foi executado. Apesar da chuva, conseguimos passar a mensagem. Os atores superaram-se, mostraram muita garra e dedicaçao nas interpretaçoes. Estão todos de parabéns" - disse Jader Sossai de Lima.
O presidente da Associaçao ArtCultura Renascer (mantenedora do Grupo Teatral Renascer), Valmir Morelo, que interpreta Lázaro e um soldado, destacou o empenho de todos. "Já estávamos encenando e começou a chover, mas, mesmo com essa chuva abençoada por Deus, nós conseguimos levar a encenação até o fim, superando as expectativas e transmitindo a mensagem de Jesus com sucesso" - comemorou o presidente.
 
 


|1 2 3 [4] 5 6 7 |